franquia no interior - Bob´s
Sem Categoria

Por que abrir uma franquia no interior é um bom negócio

Tempo de leitura: 5 min

Empreender tem se tornado uma opção para o brasileiro, e as franquias mostram um mar cada vez mais azul para quem procura uma forma de investimento rentável. De 2017 para 2018, o número de unidades de franquias abertas no país subiu 5%, enquanto o faturamento cresceu 7%. As expectativas para o ano de 2019 são ainda melhores, com projeção de crescimento de faturamento de até 10%.  Esses são dados da pesquisa Desempenho do Franchising Brasileiro – Projeções 2018/2019 liberada pela Associação Brasileira de Franchising. O setor de alimentação continua sendo o que melhor desempenha nacionalmente. No terceiro trimestre de 2018, as franquias do segmento lucraram um total de R$ 11.616 bilhões. Um crescimento de 6,7% em relação ao ano anterior. 

Os números mostram o crescimento do franchising e de suas marcas que continuam sendo vistas de maneira positiva por consumidores e investidores.  

Com uma grande oportunidade em vista, é necessário pensar onde investir, mas não só visando segmentos ou marcas. Quem quer se preparar para entrar nesse mundo precisa também focar em localidades. Investir em uma franquia no interior do seu estado pode ser uma maneira de entrar em territórios ainda não explorados por grandes marcas, encontrar imóveis mais baratos e fidelizar um público que ainda não foi conquistado pelos grandes concorrentes. Neste post, vamos falar sobre o porquê de a descentralização de negócios e a alocação de recursos no interior em vez da capital podem ser uma boa alternativa para o investidor.

Menor público ou menor concorrência?

Essa é uma indagação comum do investidor e que pode assustar erroneamente quem pretende investir  em um nicho no interior. Se estou indo para uma cidade com uma população menor, terei, por suposto, menos clientes? Isso não faz sentido do ponto de vista prático, pois é necessário analisar o contexto do local . Vamos fazer um exercício de reflexão fictícia: uma cidade com mais de 150 mil habitantes, próxima a uma capital, sendo caminho para quem chega a ela via automóvel, e com um centro comercial relevante.  Neste caso, será levado em consideração não só o número de habitantes residentes, mas a população que transita frequentemente pela cidade também, o que poderá aumentar o público consumidor. Além disso, a baixa concorrência e a chance de conquistar e cativar clientes são mais do que bons motivos para investir no interior do Brasil.

Qual o perfil de cidade para abrir uma franquia no interior?

O importante é analisar o perfil da cidade e entender se aquela é a localidade ideal para determinado empreendimento. Se usarmos a rede Bob’s como exemplo, a recomendação  da franquia é que a cidade tenha, pelo menos, em torno de 100 mil habitantes. Agora vamos estipular situações com localidades reais: uma cidade como Paulínia, interior de São Paulo, com pouco mais de 100 mil habitantes. Em Paulínia, é possível presumir que exista uma demanda por grandes franquias de alimentação, onde investidores e matriz têm mútuo interesse em abrir uma unidade. O número de pessoas vivendo lá, o turismo forte e o fato de fazer parte de um centro urbano e industrial importante (Região Metropolitana de Campinas) pesam a favor da região.

Como um contraponto, ainda no interior de São Paulo, podemos falar da cidade  de Duartina. Com pouco mais de 12 mil habitantes e um perfil muito mais ruralista, não aparece como uma boa candidata a um bom negócio desse ramo. Assim, por mais que tenha interesse, que já fez um estudo da macro região e percebeu que dificilmente haveria resultados lá. O mais indicado aqui, seria olhar para as cidades próximas e observar características delas.

Lembrando que além do perfil da cidade, é importante encontrar o local certo para alocar o seu empreendimento. Uma vantagem do interior é que, geralmente, o m² tende a ser mais barato do que na capital e a menor concorrência facilita a penetração em bairros mais estratégicos. No caso de cidades menores, vias movimentadas, com acesso fácil tanto para a população local quanto para viajantes, tendem a ser as escolhas mais comuns e certeiras 

Franqueadores estão abertos à expansão no interior 

Outro fator relevante – senão o mais importante para essa discussão – é que as maiores redes de franchising do país estão em momento de franca expansão e buscando investidores com as características compatíveis para conduzir suas marcas para cidades menores, mas com poder de compra relevante.

O Bob´s, uma das mais conhecidas redes de fast-food do Brasil tem voltado seus esforços para procurar parceiros que tenham possibilidade de investimento e o “perfil empreendedor” para levar mais lojas a essas cidades. 

Marcelo Tristão, diretor de desenvolvimento do Bob’s acredita que esse é o caminho para a expansão da rede.  

“Aqui no Bob’s acreditamos que essa é uma maneira para expandir a rede e garantir novos fãs e novos negócios. Algumas cidades com grande potencial de mercado são carentes de marcas e produtos como os nossos. E, ao mapear isso, nós, juntamente com o futuro franqueado, temos uma grande oportunidade em mãos”.
Marcelo Tristão, diretor de desenvolvimento do Bob’s

Para cobrir o novo franqueado, a Rede Bob’s faz um acompanhamento da instalação e funcionamento da franquia, com treinamentos, consultorias de campo e estratégias de marketing de caráter nacional. “As ações nacionais de marketing da nossa rede são outro atrativo para quem quer investir em uma franquia no interior”, confirma Tristão.

Com os dados reportados acima e o suporte da rede de franchising certa, é possível enxergar que investir em uma franquia no interior pode ser tão lucrativo quanto na capital. Você ficou interessado em como o Bob’s gerencia sua rede de franqueados? Saiba mais sobre o programa de franquias aqui.

Agência MANTRA

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.